Animais

À beira da morte, o gatinho aguarda o seu fim. Até mesmo quem cuidava dele queria sacrificá-lo.

No dia 23 de junho de 2016, em Cheongju, na Coreia do Sul, algumas pessoas encontraram uma bolinha de pelos em péssimo estado em um beco escuro à noite. Era um gatinho pequeno e branco.

Ele estava desidratado, mal nutrido e completamente congelado. O gatinho foi logo levado ao abrigo de animais, mas não havia muito o que fazer – ele teria que ser sacrificado. Mas por obra do destino, uma jovem estava navegando no site do abrigo quando viu a foto do animalzinho e quase que instantaneamente se apaixonou por ele.

Quando ela perguntou por ele no abrigo de animais, no entanto, ela recebeu um conselho devastador. Eles a disseram para não adotar o gatinho, pois o tratamento necessário para recuperá-lo era muito caro e não valeria a pena. A pobre criaturinha tinha uma infecção do trato respiratório, assim como outros problemas maiores de saúde. No entanto, a jovem não ia desistir. Ela queria adotar o gatinho exatamente porque ele estava em más condições, pesando apenas 1,3 kg e tendo claramente sofrido muita dor.

Ela estava determinada e, após consultar um veterinário confiável, que assegurou que o tratamento era bem simples e não tão caro, ela foi diretamente ao abrigo. Ela levou seu novo gato para casa e o chamou de “Jon Snow”, em homenagem ao famoso personagem da série Game of Thrones.


Jon Snow recebeu o tratamento que tanto precisava. Por cinco dias inteiros, ele recebeu todos os cuidados, desde tratamento do pelo e adestramento até alimentação artificial. Houve mais um incidente dramático que ocorreu, que foi quando o gatinho vomitou sangue. Mas o competente time de especialistas fez o possível para estabilizar sua condição. Aos poucos, o tratamento fez efeito: Jon Snow começou a se recuperar – lentamente, mas de forma estável.

Ele deve ter algum tipo de anjo da guarda o vigiando, pois no quarto dia ele estava forte o bastante para explorar seu quarta e brincar com sua “mãe adotiva”. Os veterinários e outros que tomavam conta dele ficaram impressionados com o seu progresso.

E no sexto dia, ele finalmente pôde ir para casa. Sua nova dona mal podia esperar para mostrá-lo sua nova casa. Jon Snow é um gatinho tão brincalhão!

É difícil acreditar que ele estava tão perto de ser sacrificado, uma vez que você vê o guerreiro incrível que ele é e como no final das contas ele só precisava de um pouco de cuidado profissional.

Ele se tornou um gato doméstico e tanto!

A jovem viu algo especial nele e fez certo em acreditar no animalzinho. Isso só mostra o que um pouco de amor pode fazer. Agora, Jon Snow pode aproveitar sua nova vida, cheia de carinho, boa comida e uma dona que o ama.

Website dedicado a exibir conteúdo de qualidade sobre ciências, curiosidades, mistérios e diversidades. Agradecemos a sua visita.

Copyright © 2017 supermisterios.com.br

Topo